top of page

Cram Valença completa 12 anos com quase 7 mil atendimentos

Este ano, entre janeiro e outubro já foram registrados 633 atendimentos, sendo 491 presenciais e 142 à distância.

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) de Valença completa 12 anos nesta quinta-feira (10). O equipamento é vinculado a Secretaria de Promoção Social e tem o intuito de prestar assistência as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.


“Atuar no CRAM me fez perceber uma realidade que existia, mas que ainda continua sendo naturalizada. A violência contra à mulher limita sonhos, acaba com a saúde e causa mortes”, afirma a coordenadora do Cram, Luciane Silva.


Dados fornecidos pelo Cram mostram que quase sete mil mulheres já foram acompanhadas nestes 12 anos. Este ano, entre janeiro e outubro já foram registrados 633 atendimentos, sendo 491 presenciais e 142 à distância.


Para receber o atendimento é necessário apresentar RG, CPF e comprovante de residência. No espaço, localizado na Praça Dois de Julho, número 14, Centro, as mulheres têm assistências psicológica, pedagógica social e jurídica.


Além do Cram, a rede de enfrentamento em Valença conta com o Núcleo Especializado em Atendimento às Mulher (Neam), órgão vinculado a Polícia Civil, inaugurado em setembro. Também há o Coletivo Quintas Feministas como um exemplo de organização da sociedade civil. Eles têm o suporte da Secretaria de Promoção Social de Valença (SEMPROS).


Fonte: Atualiza Bahia

bottom of page